Skip to content
24/04/2012

by felco | Permalink

Casa Mafalda
Rua Clélia, 1895, Lapa. A três quadras do terminal Lapa de ônibus e da estação Lapa da linha 8 da CPTM.

Sexta, 27/04 – Espaço Cultural Mané Garrincha que, junto ao cineasta independente argentino Carlos Pronzato e ao FELCO (Festival Latinoamericano de La Clase Obrera) conduzirão um cine-debate sobre moradia e criminalização dos movimentos sociais, exibindo o documentário “Pinheirinho: tiraram minha casa, tiraram minha vida”.

Entrada com contribuição voluntária sugerida de R$ 3,00, começa 19h. Depois, quem quiser ficar pra continuar batendo papo e/ou escutando ou fazendo música (acústica) é sempre bem vindo.

01/03/2012

Documentário: Penheirinho: tiraram minha casa, tiraram minha vida

by felco

ATO-SHOW SOMOS TODOS PINHEIRINHO

Comemoração de 8 anos de ocupação

sábado 3 de março, das 15 às 22h.

no Campão do Campo dos Alemães
São José dos Campos

às 18:30h
acontece o lançamento nacional do documentário:
09/12/2011

17/12 – “Carlos Marighella – quem samba fica, quem não samba vai embora” no ECLA

by felco

O filme “Carlos Marighella: Quem samba fica, quem não samba vai embora”, de nosso amigo cineasta Pronzato.

O documentário – que foca o período da luta armada de resistência à Ditadura Militar, de 1964 até a morte de Marighella, em dezembro de 69 – é um importante instrumento de difusão da memória de Marighella.

O título do filme faz referência a uma carta homônima de Marighella aos revolucionários de São Paulo, em dezembro de 1968.

“O fundamental na organização são os grupos e a atuação de baixo para cima. Uma coordenação ativa e revolucionária leva a ação para diante. Os grupos devem unir-se de baixo para cima, a partir da ação. Podem ser feitas ações em conjunto. Todos os grupos nossos ou não nossos devem ser chamados para a ação conjunta (…), seja para o que for, contanto que acabe a ditadura e o imperialismo. De todo modo, o problema é quem samba fica, quem não samba vai embora” – este é um trecho da carta escrita por Marighella, quase um ano antes da sua morte.

O filme será exibido no sábado 17/12, a partir das 16h. Após a exibição haverá debate com a presença do diretor Carlos Pronzato.

17/12/2011 – Sábado – 16h NO ECLA
Cineclube Walter da Silveira
Tem como objetivo projetar audiovisuais
Promovendo o debate junto a comunidade e interessados.
GRATUÍTO
Blog: http://culturalatiamerica.blogspot.com/

Esperamos todos(as) lá!

24/11/2011

Sessões Cine Olido > 29/11 a 4/12

by felco

10/11/2011

Sessão Cinescadão 20/11

by felco

02/11/2011

Sessão Dolores 4/11 – Debate sobre a Copa

by felco

26/10/2011

Sessão Cinescadão 29/10

by felco

Escadão, 18 A, Altura do número 1.000 da Av. Masao Watanabe
Jardim Peri Novo, Zona Norte
http://fabricadegenios.com.br/

Programa 6

Atravessando cidades

A cidade está viva. E como tudo que está vivo, ela também se modifica e, via de regra, cresce. Mas esse crescimento não é como o de uma planta, que simplesmente (naturalmente!) vai crescendo: há uma racionalidade, ainda que dúbia, já que movida pelas paixões do capital.

Essa cidade contraditória (planejada-caótica) é o cenário do filme Variante. Milhares de proletários precisam percorrer longas distâncias, no mesmo horário, para chegar aos locais onde os capitalistas resolveram centralizar a compra e venda da força de trabalho. Esse percurso, como não poderia deixar de ser, assume uma sociabilidade própria, capturada aqui com muita sensibilidade.

Mas a política não decide apenas sobre os caminhos: também os interdita, sempre que quer. Em No meio do caminho, dois jovens trabalhadores que voltam do trampo em um dia comum precisam repentinamente dar satisfações ao braço armado do Estado. Uma violência que está só começando.

E não pára por aí. O capital também agride a natureza, como denuncia o filme Entre rios. A cidade que nasce em volta (e por causa) dos rios precisa, em algum momento, abrir espaço para a circulação de automóveis. Os rios, assim como os moradores de suas várzeas, são alvo de políticas que os situam à margem do progresso.

Depois de tantas intervenções e deslocamentos, finalmente a cidade fica bonita, lúdica. O paraíso em suas mãos. Um lugar para morar que é um sonho de consumo: alcançamos o máximo da utopia que o capital pode oferecer.

Variante

30 min – documentário – Ester Fér e Pietro Picolomini

4h00, segunda-feira, estação de trem Estudantes, Mogi das Cruzes, São Paulo. Começa mais uma jornada na vida de quase meio milhão de pessoas, que dependem do trem para se deslocarem diariamente de suas casas, nas cidades periféricas da zona leste da Grande São Paulo, à capital paulista. O filme Variante traça um olhar polifônico sobre essa viagem; arte, religião e trabalho são alguns dos aspectos retratados entre as múltiplas realidades deste local. O trem é observado como um espaço em contínuo processo de significação e reutilização: um permanente variante. (Assista na íntegra aqui)

No meio do caminho

14 min – ficção – Corja Filmes

“No meio do Caminho” é um retrato da vida, onde os personagens são coletivos, e também expressões sociais. A cidade de São Bernardo do Campo é o pano de fundo para contar uma história comum nas grandes metrópoles brasileiras: dois jovens em uma moto indo para casa são abordados por policiais. “Enquadrados”, cada um expõe seu ponto de vista ante a simples pergunta – “Onde você está indo?”. Sob a suspeita dos policiais, o resultado pode não ser apenas a violência.

Entre Rios

25 min – documentário – Caio Silva Ferraz

Entre Rios conta de modo rápido a história de São Paulo e como essa está totalmente ligada com seus rios. Muitas vezes no dia-a-dia frenético de quem vive São Paulo eles passam desapercebidos e só se mostram quando chove e a cidade pára. Mas não sinta vergonha se você não sabe onde encontram esses rios! Não é sua culpa! Alguns foram escondidos de nossa vista e outros vemos só de passagem, mas quando o transito para nas marginais podemos apreciar seu fedor. É triste, mas a cidade está viva e ainda pode mudar! (Assista na íntegra aqui)

O paraíso em suas mãos

14 min – ficção – Carolina Ghidetti

Bandeiras, panfletos e discursos. Na cidade que não para, todos trabalham para a Grande Construção.

 



10/10/2011

Programação – Mostra Coordenadas

by felco

07/10/2011

Programas e espaços exibidores – Mostra Coordenadas

by felco

Mostra Coordenadas 2011:

política e audiovisual

entre centros e periferias

 

Programa 1 – Luta dos extremos

  • Cooperativa da Granja Julieta: Resistência e Esperança / 15 mim. / doc
  • Grajaú, um desenho de cultura / 39 / doc
  • Keralux / 40 /doc

Programa 2 – Periferias no centro

  • Vila das Torres 2014 / 15 min. / doc
  • Causos / 10 min. / doc
  • Qual Centro? / 15 min. / doc
  • De muro em muro / 26 min. / doc
  • Narrativas da Sé / 20 min. / exp.

Programa 3 – Arte pelas ruas

  • Grajaú, onde São Paulo começa / 25 min. / doc
  • O sequestro da cultura brasileira / 33 min. / fic.
  • Entrevias / 40 min. / doc

Programa 4 – Periferia vista em vídeo

  • Videolência / 58 min. / doc
  • Jennifer / 29 min. / fic.

Programa 5 – Transação de valores

  • Circuito interno / 13 min. / fic.
  • Entre nós, dinheiro / 25 min. / fic.
  • Asfalto morro / 39 min. / doc.

Programa 6 – Atravessando cidades

  • Variante / 30 min. / doc
  • No meio do caminho / 14 min. / fic.
  • Entre rios / 25 min. / doc
  • O paraíso em suas mãos / 14 min. / fic

Programa 7 – Punições e proibições

  • 08 cartas aos meus 08 anos / 10 min. / exp.
  • Cortina de fumaça / 88 min. / doc

Programa 8 – América adentro

  • América Lucha! – V Congreso de la CLOC / 27 min. / doc
  • TAVA – Paraguay tierra adentro / 70 min. / doc

Programa 9 – Condomínio capital

  • Flower Town / 13 mi. / fic.
  • Sagrada Terra Especulada / 70 min. / doc

Programa 10 – Na mira do progresso

  • Itaqui re-vida / 11 min. / doc
  • Jd. Prainha – Uma casa foi demais / 12 min. / doc
  • Assembleia do Povo: o que importa é o que a gente é! / 20 min. / doc
  • Tucuruí, a saga de um povo / 16 min. / doc

Programa 11 – Crescendo na cidade do capital 1: Passado é presente

  • No meio do caminho / 14 min. / fic.
  • 08 cartas aos meus 08 anos / 10 min. / exp.
  • Entre Rios / 25 min. / doc

Programa 12 – Crescendo na cidade do capital 2: Passagens secretas

  • Graffite que mexe / 12 min. / exp.
  • Vila das Torres 2014 / 15 min. / doc
  • Jennifer / 29 min. / fic.

Espaços exibidores:

Centro Cultural da Juventude Ruth Cardoso – CCJ

End. Av. Deputado Emílio Carlos, 3.641, Vila Nova Cachoeirinha – Zona Norte

(ao lado do terminal Cachoeirinha)

Tel: (11) 3984-2466

Datas e horários:

12/10 14h “Programa 10 – Na mira do progresso”
13/10 14h “Programa 4 – Periferia vista em vídeo”
16h “Programa 6 – Atravessando cidades”
19/10 13h “Programa 1 – Luta dos extremos”
15h “Programa 3 – Arte pelas ruas”
20/10 14h “Programa 2 – Periferias no centro”
16h “Programa 8 – América adentro”
20h “Programa 11 – Crescendo na cidade do capital 1: Passado é presente”

Dolores Boca Aberta Mecâtronica de Artes

Rua Frederico Brotero, 60, Jardim Triana, Patriarca – Zona Leste

(ao lado do metrô Patriarca)

Tel: (11) 3433-8083

Datas e horários:

25/10 20h “Programa 5 – Transação de valores”
28/10 20h “Programa 9 – Condomínio capital”
04/11 20h “Programa 10 – Na mira do progresso”
05/11 20h “Programa 3 – Arte pelas ruas”

CEU Butantã

Av. Engenheiro Heitor Antônio Eiras Garcia, 1870, Jd. Esmeralda – Zona Oeste

Tel: (11) 3732-4530

Datas e horários:

26/10 14h “Programa 11 – Crescendo na cidade do capital 1: Passado é presente”
16h Festival de Vídeo nas Escolas – Coletivo Nossa Tela
18h “Programa 9 – Condomínio capital”
27/10 14h Festival de Vídeo nas Escolas – Coletivo Nossa Tela
16h “Programa 12 – Crescendo na cidade do capital 2: Passagens secretas”
18h “Programa 4 – Periferia vista em vídeo”
28/10 16h “Programa 12 – Crescendo na cidade do capital 2: Passagens secretas”
19h “Programa 5 – Transação de valores”


Cinescadão

Escadão, 18 A

Altura do número 1000 da Masao Watanabe – Jardim Peri Novo, Zona Norte

Datas e horários:

29/10 18h “Programa 6 – Atravessando cidades”

CEU Cidade Dutra

Av. Interlagos, nº 7.350 – Cidade Dutra, Zona Sul

(próximo ao Autódromo de Interlagos)

Tel: (11) 5668-1950

Datas e horários:

23/11 09h30 Festival de Vídeo nas Escolas
14h30 “Programa 11 – Crescendo na cidade do capital 1: Passado é presente”
24/11 09h30 “Programa 12 – Crescendo na cidade do capital 2: Passagens secretas”
14h30 Festival de Vídeo nas Escolas – Coletivo Nossa Tela
25/11 09h30 Festival de Vídeo nas Escolas – Coletivo Nossa Tela
14h30 “Programa 11 – Crescendo na cidade do capital 1: Passado é presente”

Sala Cine Olido

Av. São João, 473 – Centro (próx. Metrô Anhangabaú)

Tel.: (11) 3397-0171

Datas e horários:

29/11 15h “Programa 1 – Luta dos extremos”
17h “Programa 2 – Periferias no centro”
19h “Programa 3 – Arte pelas ruas”
30/11 15h “Programa 4 – Periferia vista em vídeo”
17h “Programa 5 – Transação de valores”
19h “Programa 6 – Atravessando cidades”
01/12 15h “Programa 7 – Punições e proibições”
17h “Programa 8 – América adentro”
19h Exibição de Paraíso em suas mãos seguido de DEBATE DOS REALIZADORES
02/12 15h “Programa 9 – Condomínio capital”
17h “Programa 10 – Na mira do progresso”
19h Exibição de Vila das Torres 2014 seguido de DEBATE CENTROS E PERIFERIA
03/12 15h “Programa 6 – Atravessando cidades”
17h “Programa 2 – Periferias no centro”
19h Exibição de De muro em muro seguido de DEBATE DOS EXIBIDORES
04/12 15h “Programa 7 – Punições e proibições”
17h “Programa 8 – América adentro”
19h “Programa 1 – Luta dos extremos”